terça-feira, 3 de maio de 2016

Regional de Saúde confirma epidemia de DENGUE em Ivatuba


A Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) divulgou nesta terça-feira (26) o novo informe técnico da dengue, zika e chikungunya. Mais três cidades do Paraná estão em epidemia de dengue: Ivatuba, Mandaguaçu e Maringá apresentam mais de 300 casos a cada 100 mil habitantes. No total, são 59 cidades epidêmicas. 

Londrina está entre as cidades com maior número de casos notificados, com 13.497. O município com maior número de casos é Paranaguá, com 17.460. E Foz do Iguaçu com 12.189. Em relação aos casos confirmados, Londrina está com 2.951, Paranaguá com 13.840 e Foz do Iguaçu com 4.687. 

São 38.470 casos casos confirmados da doença, sendo 4.420 a mais do que na última semana. Das 399 cidades, 301 apresentam casos confirmados nas 22 Regionais de Saúde. 

Os casos de chikungunya passaram para 263, com 94 importados, que foram confirmados em pessoas que foram contaminadas durante período de viagem de até 15 dias que antecederam o início dos sintomas. Destes casos, 25 são gestantes. 

Pela primeira vez, a atualização dos números de zika colocou duas cidades em alerta para situação de epidemia: Colorado e Nova Prata do Iguaçu. São mais de 100 casos a cada 100 mil habitantes. 

Na última semana, não foi registrada nenhuma morte causada pela doença. 

Cidades em epidemia: 

Paranaguá, Assaí, Rancho Alegre, Santa Cecília do Pavão, Mamborê, Medianeira, Santa Terezinha de Itaipu, Boa Vista da Aparecida, Munhoz de Mello, Santa Helena, Foz do Iguaçu, Ibiporã, São Miguel do Iguaçu, Cafelândia, Cambará, Itambaracá, Capanema, Jataizinho, Santo Antônio do Paraíso, Quedas do Iguaçu, Sarandi, Colorado, Braganey, Tapira, Leópolis, Serranópolis do Iguaçu, Pérola, Planalto, Porecatu, Nova Santa Rosa, Bela Vista do Paraíso, Santa Isabel do Ivaí, Centenário do Sul, Marialva, Ampére, Sertanópolis, Capitão Leônidas Marques, Itaipulândia, Corbélia, Londrina, Nova Aliança do Ivaí, São Jorge do Ivaí, Paiçandu, Jardim Olinda, Ivaiporã, Antonina, Floresta, Florestópolis, Iguaraçu, Tuneiras do Oeste, Guaraci, Missal, São Sebastião da Amoreira, Santo Antônio do Caiuá, Matelândia, Cambé, Ivatuba, Mandaguaçu e Maringá.

4 comentários:

  1. Faze oq??? So tomar remedio pra curar a doenca depois kkkkk e isso q vcs queriam

    ResponderExcluir
  2. OLHA A CHEFIA DE M.....AÍ OUTRA VEZ, DANDO SEU PITACO SEM CONTEÚDO NENHUM,COMO SE A CULPA DO MOSQUITO É DA ADMINISTRAÇÃO PRIMEIRO TEM SE SABER SE NO SEU QUINTAL ESTA TUDO EM ORDEM PARA DEPOIS OLHAR O RABO DOS OUTROS. KKKKKKKKKK VAI SE CATAR CHEFIA DE M...ER...D...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O CC Chefia de M.E.D so se for o seu ai na pref mas respeito pois meu nivel de conhecimento e vida e bem maior que o seu e seu mundinho que vc vive entao a vdd doi e so nao ler ai vc nao se ofende. E que essa adm e uma vergonha isso e mesmo!!!

      Excluir
  3. boa noite a todos, a respeito da noticia em questão, não estamos em epidemia de dengue, ouve casos suspeitos e alguns confirmados entre fevereiro e março, onde foram feitos os trabalhos de bloqueio ao vetor Aedes Aegypti nas localidades acometidas, com isso os casos foram estabilizados, e quando foi noticiado que estariamos em epidemia já fazia quase um mês que não se notificava casos de dengue. Preocupante foi a quantidade de focos criadouros do mosquito encontrados corriqueiramente, quase que diariamente pelos agentes...

    ResponderExcluir

Os comentários postados nesse espaço não são de autoria e nem responsabilidade do autor deste blog Se por acaso, você se sentir ofendido, mande um email para joaopacheco2210@hotmail.com que ele será removido. Esse espaço é democrático, aproveite para dar a sua opinião, sem ofender ninguém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...