quarta-feira, 24 de junho de 2015

Oficina promove respeito e conscientização na Escola Afrânio Peixoto

Foto Abre
A equipe do Diário na Escola esteve na Escola Municipal Afrânio Peixoto, em Ivatuba, e desenvolveu uma oficina pedagógica com os estudantes dos quartos e quintos anos. Além das atividades de produção textual e oralidade, as crianças receberam orientações para evitar casos de agressão, sejam eles na escola, na rua ou dentro da própria casa.
“A violência pode acontecer no trânsito, em família, e até em abusos aos menores de idade. Precisamos estar alerta, pois em ambientes virtuais, como no computador e no vídeo game, somos estimulados a ter atitudes agressivas”, destaca a aluna, Cícera Gabriela Ribeiro da Silva.

Nas últimas semanas, manchetes sobre confronto entre policiais e professores, adolescentes que atearam fogo em um andarilho e mortes no trânsito estamparam as manchetes das mídias impressas e televisivas. “As crianças recebem muitas informações diariamente, não podemos deixar que elas se acostumem com a violência e achem casos como estes comuns. O trabalho de conscientização precisa ser recorrente dentro dos espaços escolares. Enfatizando, sempre, situações do dia-a-dia e do cotidiano em que vive estes alunos”, afirma a coordenadora do Programa, Loiva Lopes.
Durante a oficina as crianças assistiram a vídeos e leram notícias do jornal sobre o tema em estudo. “Aliar o áudio visual com o impresso oportuniza a descontração e o aprendizado. Desta forma, o estudante sai da rotina habitual de trabalhos e se dedica mais ao que foi proposto”, diz a professora Odete Pereira de Melo Calvi.
A estudante, Letícia Camily Ruzik aponta que uma opção para diminuir a violência é reduzindo a maioridade penal. “Quem tem 16 anos já pode votar, já faz escolhas, então deve ser preso se cometer atos errados.”
A oficina teve ótimos resultados. A professora Rosana Lazzaretti conta que os alunos gostam de opinar e se demonstram a cada dia maior criticidade. “Debates sobre assuntos do cotidiano enriquece as aulas e motiva os alunos a participarem, até o mais tímidos se expressam nestes momentos.”
“Na aula de hoje aprendi que a situação violenta do nosso país só vai mudar, se cada um de nós fizer diferente. Precisamos nos conscientizar de que ninguém é perfeito, mas podemos sempre ser melhores”, conclui a estudante, Maria Eduarda Paiva Dallago.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados nesse espaço não são de autoria e nem responsabilidade do autor deste blog Se por acaso, você se sentir ofendido, mande um email para joaopacheco2210@hotmail.com que ele será removido. Esse espaço é democrático, aproveite para dar a sua opinião, sem ofender ninguém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...