segunda-feira, 5 de agosto de 2013

Morre Dom Jaime. Relembre a sua trajetoria

O primeiro arcebispo de Maringá, Dom Jaime Luiz Coelho, morreu por volta da 1 hora desta segunda-feira (5), no Hospital Santa Casa, de insuficiência renal crônica. O religioso foi internado pela segunda vez em dois meses na noite de sábado (3) e respirava com a ajuda de aparelhos. A Prefeitura decretou luto oficial de três dias.



Dom Jaime será velado na Catedral Basílica Menor Nossa Senhora da Glória a partir do meio-dia desta segunda-feira (5). O sepultamento deverá ser realizado na terça-feira (6), logo após a missa de corpo presente, marcada para as 18h30. O corpo do religioso será sepultado na cripta da igreja.

A arquidiocese informou, por meio da assessoria de imprensa, que as pessoas que quiserem prestar homenagens a Dom Jaime substituam as típicas coroas de flores por doações em dinheiro para as obras sociais da Igreja. As doações podem ser feitas na Catedral.
Última celebração
Em 26 de julho, Dom Jaime comemorou o aniversário de 97 anos com a celebração de uma missa em ação de graças no auditório da TV 3º Milênio, fundada por ele. Antes disso, no dia 20, o religioso surpreendeu os fiéis. Mesmo com a saúde debilitada e com dificuldades de locomoção, ele participou da missa de envio com os jovens peregrinos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ) em Maringá.

Durante a celebração na Catedral, o arcebispo fez questão de dizer uma mensagem aos participantes que iam para o encontro da JMJ no Rio de Janeiro. “Pra frente. Não parem no meio do caminho. Avante. Sempre pra frente, buscando a santidade do coração, a pureza de alma, a busca de uma participação verdadeira na Igreja de Deus.”
Dom Jaime foi uma das principais personalidades da história de Maringá
Dom Jaime Luiz Coelho foi uma das principais personalidades da história de Maringá. Paulista, de Franca, foi designado bispo da então recém-criada diocese de Maringá em 1956. Com a elevação de Maringá a arquidiocese, foi promovido arcebispo metropolitano em 1980. Deixou o comando da Igreja Católica na região de Maringá em 1997, quando foi sucedido por Dom Murilo Krieger.
Foi idealizador e um dos responsáveis pela construção da Catedral, símbolo de Maringá e um dos maiores monumentos da América Latina. Também fundou e dirigiu a Faculdade Estadual de Ciências Econômicas, embrião da atual Universidade Estadual de Maringá (UEM), na qual foi ministrado o primeiro curso superior do Município.

Além disso, Dom Jaime teve participação fundamental em uma série de acontecimentos importantes para o crescimento de Maringá, como a construção da Livraria Católica - depois entregue às religiosas da Pia Sociedade Filhas de São Paulo, conhecida como Irmãs Paulinas; a transformação do Albergue Noturno em Albergue Santa Luíza de Marillac; a criação do jornal diário Folha do Norte do Paraná; a implantação da TV católica 3º Milênio, fundada pelo padre Gerhard Schneider; e a obra de desfavelamento do Núcleo Social Papa João XXIII.








Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados nesse espaço não são de autoria e nem responsabilidade do autor deste blog Se por acaso, você se sentir ofendido, mande um email para joaopacheco2210@hotmail.com que ele será removido. Esse espaço é democrático, aproveite para dar a sua opinião, sem ofender ninguém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...