quarta-feira, 6 de março de 2013

Adeus, Chorão: relembre a carreira


O rock brasileiro perdeu um ídolo na madrugada desta quarta (6). O vocalista da banda Charlie Brown Jr., Alexandre Magno Abrão, o Chorão, foi encontrado morto no apartamento onde morava, em Pinheiros, Zona Oeste de São Paulo. Ele tinha 42 anos. O Chorão foi e continuará sendo um grande ídolo desde minha infância, no início da carreira de Charlie Brown Jr. Lamento muito esta perda para a música brasileira, foi-se um verdadeiro compositor de qualidade. Só nos resta lembrá-lo em seus melhores momentos e agradecer pelas músicas que deixou de herança para as velhas e novas gerações.



Preparamos uma pequena homenagem a Chorão, que liderou uma das bandas brasileiras mais populares dos anos 90. Formada em Santos, em 1992, o grupo lançou nove discos, dois álbuns ao vivo, duas coletâneas e seis DVDs. Foram 5 milhões de cópias vendidas, no total. Os trabalhos Tamo aí na Atividade, de 2005, e Camisa 10 Joga Bola até na Chuva, de 2010, foram premiados com o Grammy Latino de melhor álbum de rock brasileiro. No ano passado, os integrantes Marcão e Champignon voltaram no disco Música Popular Caiçara.

A seguir, relembre a trajetória do líder do Charlie Brown Jr. em cinco hits:


1. O Coro vai Comê!
Lançada no primeiro disco da banda, Transpiração Contínua Prolongada (1997), a música fez sucesso na MTV e funcionou como uma espécie de carta de intenções para o grupo: “Os caras do Charlie Brown invadiram a cidade”, Chorão avisava.


2.Proibida pra Mim (Grazon)
O sucesso do primeiro disco seguiu com um dos grandes hits do grupo, que chegou a ganhar uma versão “unplugged” de Zeca Baleiro. O refrão “Se não eu, quem vai fazer você feliz?” se tornou inevitável nas rádios, no fim dos anos 90.


3. Zóio de Lula
O segundo álbum do Charlie Brown, Preço Curto… Prazo Longo (1998), foi puxado por mais um hit certeiro da banda. Na época, Chorão já se afirmava como um eterno adolescente, skatista e um tanto marrento, que tinha um “escritório na praia” e que “estava sempre na área”.


4. Te Levar
Também do segundo disco da banda, a canção chegou a virar tema da série teen Malhação. Com um riff de guitarra pegajoso, a música marcava presença obrigatória nos shows de Chorão. ( pra mim é uma das melhores da banda)


5. Não é Sério
Com participação de Negra Li, a faixa (que entrou no terceiro disco do grupo, Nadando com os Tubarões, de 2000) mostrou uma faceta menos juvenil de Chorão. “O jovem no Brasil nunca é levado a sério”, ele canta, embalado por uma guitarra de reggae.



BONUS:

A ultima musica de trabalho da banda, com um vídeo pra lá de já saudosista!!


2 comentários:

  1. Muita Saudade!! Um idolo de mtasssssssssss pessoas, musicas que marcaram época

    ResponderExcluir

Os comentários postados nesse espaço não são de autoria e nem responsabilidade do autor deste blog Se por acaso, você se sentir ofendido, mande um email para joaopacheco2210@hotmail.com que ele será removido. Esse espaço é democrático, aproveite para dar a sua opinião, sem ofender ninguém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...