segunda-feira, 23 de julho de 2012

Paraná registra 139 novos casos de gripe A na semana

Informe divulgado nesta segunda-feira (23) pela Secretaria da Saúde mostra que na última semana foram registrados no Paraná 139 novos casos de gripe A e duas mortes decorrentes da doença – ambas na Região Metropolitana e de pacientes com doenças pré-existentes.
Os números são inferiores aos do boletim anterior, que registrava 172 novos casos e cinco mortes. Desde o início do ano, o Paraná registrou 899 casos confirmados e 25 mortes por gripe A.
"Apesar do aumento do número total, conseguimos visualizar um declínio no registro de casos novos de gripe A (H1N1). Mesmo assim, é preciso reforçar as estratégias adotadas – vacina dos grupos prioritários, oferta do medicamento oseltamivir e prevenção – para evitar principalmente as mortes pela doença", afirma o superintendente de Vigilância em Saúde, Sezifredo Paz.
O período com maior número de novos casos de gripe A foi a semana de 24 a 30 de junho, quando ocorreram 328 confirmações. O boletim da semana passada mostrou aumento de 29% nos casos confirmados (de 588 para 760). Nesta semana, o aumento foi de 18% (de 760 para 899).
Novas doses
Na reunião da Comissão Estadual de Infectologia realizada nesta segunda-feira (23) ficou definida a ampliação da vacinação para crianças de 2 a 5 anos. "Vamos receber mais 400 mil doses na quinta-feira (26), e assim que as doses chegarem às unidades de saúde a vacina será estendida para este público-alvo, além dos grupos já priorizados", destaca Sezifredo Paz.
Com a chegada das novas doses, o Estado terá cerca de 2,6 milhões de paranaenses imunizados contra a gripe neste ano. A vacina é a mesma oferecida durante a campanha de vacinação de maio e protege contra os três vírus influenza que mais circulam no país: Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B.
Gripe Comum
A Secretaria da Saúde alerta também para a circulação do vírus Influenza A (H3), mais conhecida como gripe sazonal ou comum, que registrou aumento no número de registros. Somente neste ano, foram registrados 402 casos e seis mortes por este subtipo de gripe. "As estratégias adotadas previnem casos e mortes por todos os vírus influenza que circulam no País. Por isso, mesmo que os números da gripe A diminuam significativamente nas próximas semanas, as medidas de prevenção e tratamento devem continuar", enfatiza a coordenadora da Sala de Situação da Gripe, Angela Maron de Mello.
Volta às aulas
A Secretaria Estadual da Saúde orienta que as atividades escolares podem ser desenvolvidas normalmente, sem necessidade de prolongamento das férias escolares. As escolas devem adotar medidas de prevenção, como manter os ambientes arejados, e orientar alunos e funcionários a lavar as mãos com água e sabão sempre que tossir ou espirrar e antes de comer, cozinhar ou tocar olhos, nariz e boca, utilizar o álcool gel, entre outros hábitos de higiene.
É imprescindível que o paciente com sintomas como febre acima de 38º, dor de garganta e tosse seca procure imediatamente o serviço de saúde. "Se o medicamento antiviral for prescrito em até 48 horas, a chance de resposta ao tratamento aumenta muito. Também não há registro de efeitos colaterais significativos. Portanto, qualquer paciente pode receber o medicamento", reforça Angela.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Os comentários postados nesse espaço não são de autoria e nem responsabilidade do autor deste blog Se por acaso, você se sentir ofendido, mande um email para joaopacheco2210@hotmail.com que ele será removido. Esse espaço é democrático, aproveite para dar a sua opinião, sem ofender ninguém.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...